06/09/2017

CULTURA ORGANIZACIONAL
Emanuel Vicente setembro 06, 2017 0 comentários


Sabe se que a sociedade é composta por diversas culturas e estas influenciam a vida cotidiana nos mais diversos segmentos sociais interagindo de forma direta e ampla na vida humana.
O artigo de hoje apresenta a influencia da cultura organizacional no âmbito empresarial que assim como nos demais segmentos possui conceito, definição, regras e, sobretudo recursos para um direcionamento correto das atividades concernentes a gestão. Espero que este sirva não somente aos administradores de empresa, mas que o conteúdo deste atinja a sociedade em massa surtindo efeitos positivos na vida de quem esse conteúdo alcançar.
Conceito de cultura: Ideologia e alienação características filosóficas e culturais do capitalismo; grande corrente de pensamento ético, filosófico e politico ocidental, moral e leigo, desafios e problemas ético culturais. Código de ética do administrador.
Definição de cultura: É definido por um paciente dos comportamentos gerados por uma sociedade que tem como característica politica e econômica. Por isso ao definir cultura temos que avaliar as características de uma sociedade considerando os desejos e necessidades como sendo pontos significativos à definição da palavra cultura.
 Você sabe com quem está falando?
A cultura uma vez respeitada é conhecida. Cultura organizacional é a clima apresentada a cada organização que segue algumas ideologias e tendências de mercado. (TCT responsabilidade social, qualidade de vida e parte ambiental.) (Teoria comportamental)
Portanto, a cultura organizacional é apresentada na empresa como sendo um conjunto que abrange o planejamento, comportamento pessoal no ambiente de trabalho. É de acordo com o desejo e a necessidade de uma sociedade que definimos cultura.
O foco da disciplina: responsabilidade social, ética profissional e código de ética do administrador.
Assuntos implícitos que estão inseridos no código de ética: postura, traje, leis, deveres, proibições e direitos, honorários profissionais, deveres especiais em relação aos colegas, deveres especiais em relação á classe dos administradores, (CREA) infrações disciplinares e disposição final.
Todos os administradores têm como tem como dever respeitar e adotar o código de ética do administrador na sua profissão.
Características éticas de conduta de um administrador: assiduidade, pontualidade, registros diários (atas), planejamentos (saber se situar e utilizar os recursos mesmo sendo escassos).
Alguns tipos de recursos: RH, recursos naturais, recurso informacional, recurso organizacional (organograma pré – escrito, visão, missão e planejamento estratégico), código de ética do administrador, prestação de serviços em TI e coaching.
O Código de ética do profissional da administração foi aprovado pela resolução normativa 353, de 09 de abril de 2008
Preâmbulo I: De forma ampla a ética é definida como a explicitação teórica do fundamento ultimo do agir humano na busca do bem comum baseando na equidade de direitos de um grupo ou individualmente falando.
Preâmbulo II: O exercício da profissão do administrador implica em compromisso moral com o indivíduo, cliente, empregador, organização e como sociedade impondo deveres e responsabilidades indelegáveis.
Preâmbulo III: O código de ética profissional dos administradores (CEPA) é o guia orientador e estimulador de novos complementos e está fundamentado em um conceito de ética direcionado para o desenvolvimento servindo simultaneamente de estimulo e parâmetro para que o administrador amplie sua capacidade de pensar e visualizar seu papel e torne se a ação mais eficaz diante da sociedade. Por isso a palavra administração existe para manter e servir as tendências.
O dever de um administrador é criar projetos a fim de gerar lucros à empresa, além de ver e estudar o código de ética com assiduidade.
De acordo com Freitas (1991), “o tema cultura organizacional começou a aparecer na literatura no inicio da década de 1980, e a partir de 1983é que se pôde perceber uma incidência maior de publicações em geral sobre o assunto”.
Para Schein, “cultura organizacional é o conjunto de pressuposto básico que o grupo inventou, descobriu ou desenvolveu ao aprender como lidar com os problemas de adaptação” externa e integração interna.
Uma vez que os pressupostos tenham funcionado bem o suficiente para serem considerados validos, eles são ensinados aos demais membros organizacionais como a maneira certa de se perceber, pensar e sentir em relação aqueles problemas descobertos  

Referencias

SCHEIN,Edgar H. Guia de sobrevivência da cultura corporativa. Rio de Janeiro: José Olympio, 2001.

FREITAS Maria Ester de. Cultura organizacional, grandes temas em debate. Revista da administração de empresas- São Paulo v.31, 1991 

Observações: Matéria elaborada com base em anotações obtidas durante aulas do curso de administração empresarial 
Categoria:
Sobre o autor Graduado em pedagogia pelo Centro Universitário Uni Cerrado de Goiatuba Goiás, blogueiro, escritor, amante das letras e de uma boa música.

0 comentários